Imprensa
Segunda-feira, 05 de Agosto de 2019, 09h:55

Diretores do Sindspen cumprem agenda sindical em Rondonópolis-MT

Dentro do cronograma foi realizado visita as unidades penitenciárias da Mata Grande, Cadeia Pública Feminina e reunião com os diretores da subsede de Rondonópolis.

Assessoria de Imprensa Sindspen/MT
imprensasindspenmt@gmail.com

 A diretoria em substituição do Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sindspen-MT), na ultima semana, cumpriram agenda  em Rondonópolis,  Região Sul de Mato Grosso, para apresentar a tabela salarial, traçar estratégias de lutas,  buscar informações e conhecer de perto o trabalho social desenvolvido nas unidades com o apoio dos servidores que estão mais distante da capital .  

Assessoria Sindspen/MT

df0593f8-815c-49a3-a74c-a0fd87672287.jpg

Reunião com os representantes da Subesede de Rondonópolis-MT

A primeira agenda foi com os diretores da subsede, onde a Presidente, Jacira Maria da Costa, realizou reunião e explanou sobre os últimos trabalhos, as pautas e tudo que o sindicato vem lutando para melhorar o sistema penitenciário. O encontro foi extenso e produtivo, os presentes além de ouvirem, tiveram a oportunidade de falar e apontar sugestão nas estratégias de trabalho.  

A segunda agenda foi na Penitenciária Major Eldo de Sá (Mata Grande), onde os diretores conversaram com os plantonistas, tiraram dúvidas, sobre as demandas da unidade e informaram sobre o trabalho do Sindspen e a luta constante para que o sistema penitenciário cresça e que os servidores tenham mais dignidade para desenvolverem suas atividades. Ainda na unidade, os diretores conheceram o belíssimo trabalho social desenvolvido lá, uma panificadora escola dentro da unidade, que faz parte do Projeto Alvorada, projeto esse que visa à reinserção social por meio da capacitação profissional e possui uma estruturada totalmente higienizada com equipamentos novos e modernos.   Conforme o chefe de disciplina da Mata Grande, Juscelino Mendes, além da padaria escola, ainda existe os trabalhos de marcenaria, ateliê, corte de costura, serralheria, “Temos também uma área de limpeza da unidade e um pessoal que trabalha na parte externa em empresas e são monitorados por tornolzeleiras”, frisa. 

Assessoria Sindspen/MT

e922e1b8-f41d-417b-ab5b-3d365f25aa89.jpg

Vista a Padaria Escola da Penitenciária da Mata Grande

Fechando os trabalhos na cidade, os diretores visitaram a unidade prisional feminina, acompanhados pela Diretora, Silvana Lopes que discorreu sobre o funcionamento e citou as principais dificuldades encontradas para o desenvolvimento das atividades laborais. Conforme a diretora, a unidade possui 123 recuperando, nove servidores por plantão para atender as 13 comarcas da região.  “Fazemos muitas escoltas. A nossa dificuldade hoje são nas escoltas, porque trabalhando dentro do POP, nós temos uma recuperanda que faz hemodiálise três vezes na semana com três horas por sessão. Hoje existe a falta de falta de efetivo não só feminino como o masculino que é primordial”, pontua.

Assessoria Sindspen/MT

5a4d05c3-05e3-4aba-9958-6f43482abce1.jpg

Visita a Cadeia Pública Feminina de Rondonópolis-MT

Em todas as visitas, os diretores falaram sobre os trabalhos que vem sendo desenvolvido também pelo sindicato e se colocaram a disposição e frisou que o objetivo do sindicato é defender os direitos dos servidores. “O objetivo da viagem foi conhecer em locun a realidade dos trabalhos sociais desenvolvidos e também conversar com os servidores, sobre as principais necessidades e deficiências das unidades penais. “Fomos muito bem recebidos e tivemos a oportunidade de conhecer os excelentes trabalhos sociais ofertados aos apenados com o apoio dos servidores.  Sabemos que esses trabalhos são desenvolvidos em várias unidades, porém conhecer e visualizar de perto são de encher os olhos. Parabéns a todos.”, finaliza Jacira.  

Comentários









COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.