Imprensa
Sábado, 27 de Julho de 2019, 00h:07

Nota de repúdio ao governo de Mato Grosso/Sindspen-MT

Assessoria de Imprensa Sindspen/MT

Assessoria Sindspen/MT

Repúdio ao governo.jpg

Repúdio ao Governo

A diretoria do Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato  Grosso (Sindspen- MT) vem por meio desta repudiar o documento em que o governador  suspende o prazo de validade do concurso público de 25 de novembro de 2016, referente ao preenchimento de cadastro reserva para os cargos de agente penitenciário e profissional de nível superior do sistema penitenciário de Mato Grosso. Conforme o documento, o prazo de validade do certame voltará a correr, depois de cessada a causa de suspensão, por tempo igual ao que faltava para sua complementação.  

A Presidente do Sindspen, Jacira Maria da Costa alega que essa situação já está insustentável, tanto o governador quanto o secretário Bustamante estão de braços cruzados e parecem não estar interessados em solucionar esse embuste, que já arrasta por quase três anos e explica que para manter o sistema penitenciário com funcionamento normalizado é necessário chamar no mínimo 800 agentes, dos 1.115 que passaram no concurso em todo Estado e apenas 184 foram convocados até agora, isso somente para o cargo de agente penitenciário, sem contar com os PNS que também estão com déficit e foram nomeados somente 16.  

O governador, Mauro Mendes (DEM), está usando as mesmas “desculpas” do ex-governador, Pedro Taques (PSDB), para não convocação dos candidatos e ressalta que em sua época de campanha o então candidato ao governo, informou que caso fosse eleito a sua primeira medida em prol da segurança pública seria a valorização dos servidores e no nosso leigo entendimento, a valorização passa também pela convocação de efetivo, além de outros de segurança pessoal.  Porém, logo nos primeiros meses de sua gestão, já criou um Decreto de Calamidade, decreto esse que não foi reconhecido pelo Governo Federal, que travou as convocações e ainda o renovou por mais 120 dias.  

É igualmente lamentável que o Governador Mauro Mendes tenha recebido mandato do povo e se recusa a cumpri-lo como prometido. Onde estão as mudanças que todos esperavam e os servidores ansiavam pôr em prática?  É uma vergonha, enganar pessoas que investiram, talvez o único recurso que tinha para o sustento de suas famílias, acreditando que após a convocação poderiam proporcionar um futuro melhor aos seus...

Somos um estado rico com uma população cada vez mais pobre. Quando o governo congela investimentos se valendo de um decreto, ele atinge milhares de pessoas, não somente a segurança pública.  

Outras áreas também estão sofrendo com esse discurso, pois outros poderes (MP, TJ, TCE e AL), não sentem o peso da crise, o que pensar sobre essas atitudes mesquinhas de quem também deveria dar à sua cota de contribuição?  

Queremos saber quando o governador começará solucionar os problemas que durante a campanha disse ser tão fácil de se resolver, alegando que havia dinheiro, mas faltava gestão.

Onde está esse poder de gestão governador?  

O Sindpen/MT repudia o descaso, falta de compromisso e responsabilidade para com os profissionais que até o momento não foram convocados e principalmente os servidores penitenciários, que vêm sofrendo com a falta de efetivo, tendo que se desdobrar em suas atividades para suprir a falta desses servidores que estão na lista para serem convocados e que já gastaram o que não podiam para estarem presentes na lista de convocação.  

O intuito desta nota é trazer à tona a situação vivida pelos candidatos para conhecimento da sociedade. Atualmente o sistema penitenciário conta com um déficit de mais de mil servidores, entre agente penitenciário, assistente e PNS. Queremos uma data exata de convocação! Não suportamos mais essa incerteza de promessas, essas respostas vazias, queremos mais, queremos e exigimos que o governador cumpra o que prometeu de valorizar os servidores  e que o secretário apresente uma lista de convocação, com prazos e datas para que após a finalização desse famigerado decreto, os aprovados no cadastro reserva sejam nomeados.

Comentários









COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.